Pages

Fé, obras, e Graça!

Como Graça de Deus pode alcançar a vida dos que têm fé e obras?

Jesus disse: "Aquele que crê em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva."

Contexto:

Jesus estava detido na Galiléia pelo motivo de que após operar um milagre, os judeus procuravam sua morte por tê-lo realizado num sábado. Os judeus não criam em Jesus.

Seus irmãos então diziam a Jesus que ele deveria subir à Judéia,a fim de tornar-se famoso, para que o mundo cresse nele mas, mesmo que pareça haver uma boa intenção de seus irmãos, eles estavam apenas provando a Jesus. Os irmãos de Jesus não criam nele.

Depois de alguns dias, Jesus foi à Judéia, porém de forma oculta, sem chamar a atenção, e quando chegou no templo começou a ensinar, e o povo embora admirado pela sua sabedoria, depois o acusaram de ter demônio! O povo não cria em Jesus.

Jesus então no último dia da festa, levantou-se e exclamou:" Quem tem sede, venha a mim e beba! Aquele que crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva!

Queridos, a água qual Jesus se referia, é o próprio Deus, o Espírito Santo, e no mesmo livro, no capítulo quatorze Jesus diz: "E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco,o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não no vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós...". Logo percebemos, que é preciso crer em Jesus e crer da forma como ensinam as escrituras, não do meu jeito, nem do seu jeito, não forma de nossos pais, nem da forma como nos ensinam as instituições que tanto se contradizem, mas como diz a Palavra de Deus.

Hoje é normal alguém dizer: "Eu acredito em Deus, serei salvo". É preciso ensinar que fé é uma coisa, e pensamento positivo é outra completamente diferente. Esta fé desprovida de conhecimento da Palavra de Deus JAMAIS resultará em salvação.

O que temos aprendido nas igrejas é crer para ter. Nos ensinam uma tal "filosofia" com um nome mascarando-a de "teologia da prosperidade" e "confissão da fé positiva", mas o que Deus quer nos ensinar é a fé em Cristo que atrai a presença do Seu Espírito Santo, fé para ser, fé que molda caráter, não pensamento positivo para atrair coisas que as pessoas desejam. A verdadeira fé, faz fluir de nosso interior um rio! O próprio Deus flui através dos homens que têm fé! Aleluia!

Mas será que apenas crer, é suficiente para receber o Espírito do Senhor? Em Tiago 2:17 diz:"Assim, também a fé, se não tiver obras, por si só está morta. Porque,assim como o corpo sem espírito é morto, assim também a fé sem obras é morta."

Vivemos num tempo no qual vemos a todo instante, pessoas que se dizem de fé, mas ainda assim não possuem boas obras. Estes são mortos-vivos no meio do povo de Deus. Por outro lado também vemos pessoas cheias de boas obras, e que embora tenham as obras, não conhecem a Palavra de Deus e consequentemente são incapazes de crer como diz a Escritura. Esses são aqueles que se auto-justificam: "Eu não fumo, não bebo, não espanco os meus filhos, frequento a minha igreja, sou um bom homem." Tolos! boas obras não compram a salvação de Deus. A nossa justificação está no calvário, na morte de Cristo, e não nas nossas boas obras.

Mas será que fé e obras salvam? Se a fé sem obras é à toa, e se obras sem fé são sacrifícios de bobo, será que fé e obras, juntas, podem resultar em salvação?

A resposta bíblica é NÃO!

Mas não se desanime, a salvação da sua alma não vem pela fé, nem pelas obras, nem por fé com obras, mas pela GRAÇA! Veja o que diz Efésios 2.8:"Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus."

Vemos como exemplo disto, o homem chamado Cornélio, o qual tinha fé, tinha obras, mas não tinha a Graça. Veja Atos 10:
"Morava em Cesaréia um homem de nome Cornélio, centurião da coorte chamada Italiana, piedoso e temente a Deus com toda a sua casa e que fazia muitas esmolas ao povo e, de contínuo, orava a Deus."

Nos versos seguintes, vemos que o Senhor faz algo para completar este homem "sem Graça":

"Esse homem observou claramente durante uma visão, cerca da hora nona do dia, um anjo de Deus que se aproximou dele e lhe disse: Cornélio! Este, fixando nele os olhos e possuído de temor, perguntou: Que é, Senhor? E o anjo lhe disse: As tuas orações e as tuas esmolas subiram para memória diante de Deus. Agora, envia mensageiros a Jope e manda chamar Simão, que tem por sobrenome Pedro."

Veja, Cornélio tinha fé (temia a Deus e orava a Deus), e também tinha obras ( dava esmolas, era piedoso), mas isto serviu apenas para lhe fazer notório diante de Deus, jamais para lhe trazer a presença do Espírito Santo e a salvação de sua alma.

A solução, encontramos nos versos seguintes, pois Deus preparou para ele um encontro com Pedro, que lhe anunciou o Evangelho, e depois de conhecer a Palavra foi cheio ele e toda a sua casa do Espírito de Deus, pois só através do conhecimento da Palavra se pode ter fé, pois a fé é gerada pelo ouvir a Palavra de Deus, e uma vez gerada, ela produz vida em nós, e nos possibilita receber a Graça de Deus, que se disponibilizou em Cristo Jesus!

Que esta Palavra sirva para vossa edificação!

Nele por quem, para quem, e de quem são todas as coisas,

Luis Paulo Silva.