Comentários 2

Visitando blog de alguns irmãos sempre me inspiro e comento acrescentando o que penso sobre o temas abordados. Trago aqui, mais alguns comentários que fiz e os links para as respectivas postagens.
São assuntos muito reflexivos, vale à pena conferir.


Luis Paulo Silva disse...
Eu até postei algo sobre o extremismo na igreja e pra falar a verdade, estou ainda formando minha opinião sobre estes assuntos (com relação aos costumes).
Não sou a favor do irmão Danielzinho, que é a favor do radicalismo, e mesmo assim muitos que me conhecem me acham muito salgado, tenho 21 anos, mas dizem que falo como um tiozinho... ou algo assim.
Meu Pai é pastor assembleiano, por isso convivo nesta igreja desde o meu 1/2 ano de idade, e por muito tempo abracei tudo que era dito sobre o púlpito, por respeito aos homens de Deus que falavam.
Quando cresci aprendi uma coisa: TODO MUNDO TEM UM POUCO DE IGNORÂNCIA, E TODO MUNDO ACABA COLOCANDO UM PENSAMENTO PARTICULAR QUANDO MINISTRA A PALAVRA.
Hoje faço como os bereanos; se estiver na Palavra eu como, se não estiver, jogo fora.
Sempre achei um absurdo essa coisa de jogo de luzes no púlpito, luzes pisca-pisca até mesmo na igreja em época de natal. As filhas de pastores, com responsabilidades na igreja e um decote quase no umbigo, ou uma saia mostrando as coxas para os irmãos.O pior de tudo? Me refiro a filhas de pastores que outrora era "grandes homens de doutrina".
A Assembléia de Deus no Brasil está falindo espiritualmente. Muitos missionários estão sendo largados no campo, e muitos pregadores fiéis estão sendo mandados pro "cabide" nos púlpitos enquanto pregadores barulhentos apenas e fanfarrões estão se enchendo até os calções com o dinheiro que a maioria dos pastores assembleianos pagam a eles para ministrarem lixo ao povo.
Parece duro o discurso?
É só ir a alguma convenção e ver qual é a linguagem dos "homens de Deus". Dinheiro, dinheiro e dinheiro.
Homens hipócritas estão escondidos nas suas salinhas, negociando o povo de Deus!
Deixaram de ser extremistas pra ser hipócritas, amigos do pecado e negociadores de pecadores que acham que são crentes só por que o pastor chamou de "minha santa" e "meu santo".

Luis Paulo Silva.


Luis Paulo Silva disse...
Boa parte do povo que freqüenta a Internacional, Universal, e outras do gênero, não estão preocupado com salvação, mas com bênçãos, e é por isso que não procuram a igrejinha simples da rua de casa.
Estes crentes tem doutores conforme os seus próprios pecados, pois eles mesmo os escolhem. Este povo tem comichão nos ouvidos. Que sofram na mão do diabo até aceitarem ao Senhor Jesus.
Muitos artistas, por exemplo, dizem que se converteram mas continuam praticando coisa más e não mudam muito sua conduta, e como são assim, procuram igreja "liberais" que aceitam os pecadores com seus pecados e tudo mais.
Agora, adivinha: Se uma igreja não se preocupa com salvação de almas, ela vai ocupar seus cultos com o que????? com o dinheiro das almas!!! lógico.

Abraço.


Levi, paz contigo!

Muito lindo seu texto, edificante e reflexivo, sem palavras.
Este assunto é um pouco delicado, pois a própria Palavra nos descreve um céu glorioso. Paulo disse que não contaria o que tinha visto, pois aqueles que liam a sua carta ou o ouvissem não poderia suportar.
Talvez o céu seja parecido com o meu sonho e talvez não tenha nada a ver com ele.
Uma novela da Globo, que exaltava o espiritismo, chamada "A Viagem", mostrava o céu como um lindo jardim, com pessoas de branco, sem "riqueza" alguma. Aliás, as pessoas só tinham a roupa do corpo, mais nada. Sei que aquela não é a imagem real do céu, nossa futura morada.
Acredito sim, que quando nós somos tocados pelo Espírito Santo, quando sentimos a Sua paz, a Sua presença, temos uma pequeninissima amostra, do que sentiremos lá, alegria sem par.
Na verdade, acredito que o almejo de muitas pessoas, mesmo das que buscam a tal prosperidade, é este; alegria! E o fato de buscarem satisfação em possuir coisas neste mundo, é a prova irrefutável de que elas não conhecem a Cristo, pois o noso Deus é o Deus dos paradoxos:
Paz mesmo em guerra, Alegria mesmo em tristeza, Abundância mesmo na necessidade!

Que a paz do nosso Senhor Jesus Cristo esteja contigo sempre.
Estou "seguindo" o seu blog, obrigado pela visita e comentário. Abraço!


Luis Paulo Silva disse...
Bom dia amado!

Meus sinceros parabéns pelo seu texto e posso afirmar que acrescentou muito à minha maneira de ver-me e de ver a Igreja de Cristo.
Infelizmente, vivemos por algum tempo um cristianismo de preconceitos e contendas inúteis, de discussões vãs que não chegam a lugar algum, pois geralmente ambos os lados estão corretos em sua prática mas defeituosos em seus julgamentos.
Isto não vem de hoje, haja visto o seu comentário, isto já existia há meio século atrás e mais longe, nos tempo da igreja primitiva, pois diziam alguns crentes desta igreja: "eu sou de Paulo" e outros "eu de Apolo".
Esta tendência tem acompanhado, e por que não dizer que ela tem crescido junto à Igreja de Cristo, de tal forma que há até alguns que se referem aos cristãos de outras denominações como "primos" como de Deus tivesse irmãos.
A "síndrome do filho único", nos afeta sem que possamos perceber nos fazendo pensar que somente nós temos condições de ser filhos de Deus e nos enciumamos quando pessoas diferentes de nós se achegam ao Pai pois, dizemos; "se quiser ser de Deus seja igual a mim".
O orgulho é o pecado mais difícil de ser extirpado do coração humano, é o joio em nós, a semente que não é do maligno, mas da nossa própria natureza pecaminosa que permanece em nós mesmo quando aceitamos a Cristo,mas Ele nos dá forças para vencê-la.
O bode expiatório usado por nós, é sempre o irmão, ou até mesmo o diabo. Que prejuízo nos traz o desconhecimento da Palavra de Deus! O inimigo apenas nos tenta quando percebe a nossa fraqueza, ele não nos faz errar, mas somente cria perante nós situações favoráveis ao erro. Nós somos completamente culpados pelas nossas falhas.

Que a Paz do Senhor esteja contigo.