Pages

Mulher Cristã - É pecado usar roupa curta?


Quando o assunto é relacionado à forma de se vestir geralmente é gerada uma certa polêmica. Isto por que temos no Brasil atualmente os dois extremos: Cristãos de igrejas extremamente legalistas e cristãos extremamente liberais.
Nós como cristão que somos, precisamos ser a diferença no mundo. A santificação exterior não reduz a necessidade de santificação interior e vice-versa. Por este motivo é que não adianta dizer que existem pessoas que se trajam "corretamente" e que no entanto, não são convertidas de fato interiormente (se é que existe alguma conversão exterior).
Defendo que o novo nascimento ocorre dentro do homem e se torna notório ao mundo através de suas atitudes, aparência, fala, trato com as pessoas, honestidade, amor ao próximo, etc.
Logo, deixando de lado a tradicionalismo, precisamos entender que a Bíblia traz princípios que não podem ser ignorados.
Algumas pessoas a despeito de serem chamadas cristãs, acham coerente se vestir de forma a chamar atenção do sexo oposto, expondo partes do seu corpo, como na utilização de mini-saias, decotes extravagantes, roupas muito justas de tecidos finos, etc.
Seria possível uma mulher assim trajada sair para evangelizar?
No mundo as mulheres e homens se vestem, andam, falam, se comportam de acordo com a sua mentalidade não transformada.
E o que diz a Palavra de Deus? "E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo."
Não importa o quanto seja atraente por si só o corpo de uma mulher. Se ela é cristã deve se trajar de forma coerente com os ensinamentos da Palavra de Deus e glorificar ao seu Senhor com o seu corpo, pois ele é templo do Espírito Santo e precisa estar limpo.
Não estou querendo impor com estas palavras uma roupa certa a ser vestida. Antigamente as igrejas pentecostais principalmente impunham que as mulheres deveria usar apenas saias.
Diferente disto, sei que sendo uma peça ou outra, o importante é que o traje não seja mais um motivo para que alguém cobice o corpo de uma mulher que se diz de Deus e assim cometa com ela adultério. Digo tal coisa com base no ensinamento do próprio Cristo.
Não se pode impedir que pensamentos impróprios venham à mente de alguém, mas é certo provocar tais pensamentos?
Cabe a cada cristão olhar-se no espelho antes de deixar a sua residência e se perguntar: Estou representando a Cristo para o mundo também com a minha aparência? Que tipo de impressão causarei ao me aproximar de alguém do sexo oposto?
Sei que muitos podem me taxar de legalista, quadrado, ou muitos termos similares, mas a minha visão é que precisamos estar prontos a todo momento para apresentar Cristo a alguém.
Se você não concorda comigo, pergunte-se: Sua esposa poderia evangelizar um homem estando trajada de biquíni? E com uma saia curta? E com um decote exagerado?