Curas, milagres e exorcismos são suficientes?

Uma terrível forma de enganação tem atingido muitas vidas que ficam confusas ao ver os sinais e maravilhas operadas em igrejas pseudo-evangélicas divorciadas da verdade, onde se dá ênfase a milagres, curas surpreendentes, exorcismos, etc.
A pergunta é:

Estas sinais são a comprovação de que tais denominações ensinam a verdade ou sequer tenham a aprovação de Deus?

Alguns textos da Palavra de Deus trazem esta resposta, veja:

Dt 13.1-3: QUANDO profeta ou sonhador de sonhos se levantar no meio de ti, e te der um sinal ou prodígio, E suceder o tal sinal ou prodígio, de que te houver falado, dizendo: Vamos após outros deuses, que não conheceste, e sirvamo-los; Não ouvirás as palavras daquele profeta ou sonhador de sonhos; porquanto o Senhor vosso Deus vos prova, para saber se amais o Senhor vosso Deus com todo o vosso coração, e com toda a vossa alma.

Mt 7.21-23: Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.

Gl 1.8: Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.

2 Tess 2.7-12: Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado;[...] A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira; Para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniqüidade.

Antigamente, os sinais comprovavam a Palavra pregada (Mc 16.20). Nesta época o Bíblia como conhecemos ainda não existia, por isto era necessária tal confirmação da parte de Deus. Nos dias atuais, conforme o que lemos acima é necessário observar os frutos para saber se os sinais são aceitáveis ou não. Não se deixe enganar por pessoas que têm dons mas brincam com o Evangelho. O que realmente importa são os frutos, isto é, se o ensinamento e conduta de tais pregadores e pastores são compatíveis com o que ensina a Palavra de Deus. Se a denominação ensina a teologia da prosperidade, ou deixa de ensinar a verdade sobre a salvação dos ouvintes, com certeza estes textos se encaixam perfeitamente a eles. Amém?

Luis Paulo Silva