Pages

Na cruz com Cristo - Sobre a necessidade de permanecer sofrendo com Cristo.




Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. (Gálatas 2.20)


Paulo afirmou que já estava crucificado com Cristo. O que ele quis dizer com isto é que não vivia mais buscando os seus próprios desejos mas procurava a vontade de Deus em sua vida, o que o levava por vezes a sofrer física e emocionalmente. Numa sociedade hedonista, não faz sentido estar na cruz por opção já que não há benefício ou prazer aparente.

Jesus ao ser levado à cruz foi convidado a descer dela, a evitar o sofrimento que ainda o esperava, deixar o projeto pela metade, mas ele não quis, ficou lá submetendo-se aos maus tratos de qualquer que quisesse. Não creio que sem propósito estas palavras tenham sido registradas, mas para que pudéssemos ter um exemplo digno de ser seguido.

Todas as vezes que me vejo pensando sobre o problema do mal, o sofrimento inimaginável que muitos cristãos sofrem ao redor do mundo ao perder suas famílias, tendo seus corpos violados, bens confiscados, sou por isto tentado a dizer "onde está Deus nesta hora?". Inevitavelmente me lembro da cruz. Foi lá que Deus sofreu por nós, dores intensas, imensas. Por isto, embora não me venha nenhuma explicação simples sobre o motivo de tanto sofrimento, vejo uma grande luz, a esperança fundamentada no fato que se Deus sofreu por mim e suportou todo o mal por mim, ele não está alheio aos meus sofrimentos ou de qualquer outro, seja ele de maior ou menor intensidade.

A cruz é o melhor lugar para o crente estar. Existem pelo menos três motivos para que acreditemos nisto, quero agora apresentá-los:

O primeiro motivo para acreditarmos que a cruz é o nosso melhor lugar é que somente na cruz viveremos o verdadeiro Evangelho. Sim, eu sei que você pode ter ouvido frases como "venha a Jesus e pare de sofrer!" mas infelizmente este convite não tem nenhuma base confiável na revelação das escrituras. O chamado de Jesus para segui-lo é um chamado ao sofrimento e a cruz é fator essencial, indispensável para quem deseja viver o verdadeiro evangelho. Jesus disse: "se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me" (Marcos 8.34). 

O segundo motivo para acreditarmos que a cruz é o nosso melhor lugar é que somente na cruz temos a companhia de Cristo neste mundo. Na eternidade poderemos desfrutar da companhia de Jesus sem nenhum inconveniente mas enquanto estivermos aqui neste mundo, temos a garantia de estar juntos de Jesus enquanto estivermos na cruz, pois como o apóstolo bem disse, "já estou crucificado com Cristo", não estamos à parte dele ou apenas de baixo de sua supervisão, mas estamos "com Cristo", isto quer dizer que não estamos sós em nossos sofrimentos que sejam por causa do Evangelho ou quaisquer outros, Jesus sempre está conosco e compartilha dos nossos sofrimentos, ao ponto de dizer no dia do juízo que teve fome, sede, que esteve nu, preso e enfermo, e quando foi que esteve em tamanhas desventuras? Quando um de seus pequeninos assim estiveram. Aos discípulos ele prometeu "estarei convosco até a consumação dos séculos" e esta palavra se aplica a nós.

O terceiro motivo para acreditarmos que a cruz é o nosso melhor lugar é que a cruz nos livra do verdadeiro mal e nos revela a vontade de Deus. Paulo inicia sua carta aos gálatas dizendo que Jesus "se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau" (Gálatas 1.4). Uma das vitórias de Cristo na cruz foi ter ganhado o poder de nos tornar livres deste sistema no qual estamos inseridos. A palavra "livrar" é traduzida por "desarraigar" na ARA e tem um significado muito interessante. Desarraigar o crente do mundo não é uma coisa que Cristo faz apenas por nós, mas faz também em nós, isto é por meio de nós. Na cruz nos desapegamos desta vida passageira. Assisti a um vídeo do Dr. Russel Sheed já em seus últimos dias de vida, quando ele dizia que o sofrimento que a doença que lhe acometera estava causando a ele, estava sendo útil para o "desmamar" desta vida. Não é isto que os sofrimentos terrenos nos fazem? Quanto mais sofremos aqui mais desejamos as glórias do céu com Cristo. Há muitas referências bíblicas que tratam do sofrimento como um recurso pedagógico utilizado por Deus para nos aperfeiçoar. Jesus suportou sua cruz por que o seu objetivo era para além deste sistema, deste mundo.

A conclusão que podemos chegar é que se Cristo permaneceu na cruz, nos devemos estar nela também. Não nos faltarão convites para abandonar ao mestre mas tenhamos a convicção de que o verdadeiro Evangelho, a companhia inigualável de Cristo e o aperfeiçoamento para a eternidade só podem ser encontrados no peso de uma cruz.

SDG


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário é muito importante, fique a vontade mas sempre que possível, deixe assinado o seu nome.